Morre aos 83 anos Leonard Nimoy, o Spock de Jornada nas Estrelas

Nimoy

 

 

 

 

 

 

Ator morreu nesta sexta confirmou sua mulher ao ‘New York Times’.

Ele sofria de uma doença pulmonar chamada DPOC
(doença pulmonar obstrutiva crônica), acredita-se que tenha adquirido
pelo fato de ser fumante inveterado, segundo próprio Nimoy através
de sua conta no oficial no twitter em fevereiro do ano passado:
“Parei de fumar 30 anos atrás. Não cedo o suficiente. Eu tenho DPOC”.

Leonard Nimoy deixa um legado gigantesco e jamais será esquecido pelo fãs
de Jornada nas estrelas.

Anúncios

Top 5: Temas de Filmes dos anos 80

temas 80

Ghostbusters (Os Caça-Fantasmas) – 1984
Ghostbusters – Ray Parker, Jr.

Footloose – 1984
Footloose – Kenny Loggins

The Breakfast Club (Clube dos Cinco) – 1985
Don’t You – Simple Minds

Rocky IV – 1985
No Easy Way Out – Robert Tepper

The Karate Kid, Part II (Karate Kid 2 – A Hora da Verdade Continua) – 1986
The Glory of love – Peter Cetera

Academia Brasileira de História em Quadrinhos

Foi inaugurada em Botafogo no Rio de Janeiro a ABRAHQ
(Academia Brasileira de História em Quadrinhos),
no dia 30 de Janeiro de 2015.

quadrinhos

 

 

 

 

 

 

 

Os artistas tomaram posse e ocuparam cadeiras na instituição em homenagem
a outros, já falecidos. O acervo da Academia conta com mais de 60 mil
exemplares de quadrinhos.

quadrinhos2

 

 

 

 

 

 

 

Falta, entretanto, uma sede para a recém-criada instituição.
Para não adiar ainda mais o sonho da fundação da ABRAHQ , Ágata Desmond,
agora presidente da entidade, resolveu começar o projeto ainda
que fosse numa sede provisória, onde os artistas pudessem se encontrar
mensalmente. A casa temporária é o espaço de coworking Colmeia Carioca,
em Botafogo, alugado pelo grupo para cada dia de reunião.

Mas mesmo assim é boa notícia para os fãs da 9ª Arte.

 

Drones misteriosos sobrevoam Paris pela 2ª noite seguida

arte

 

 

 

 

 

 

Segundo o site BBC Brasil,
até o momento foram vistos cinco drones pela polícia e pelo público
entre as 23h da terça-feira (horário local) e 2h da madrugada desta
quarta-feira, segundo informações da imprensa francesa.

Alguns foram vistos perto de monumentos históricos como a Praça da Concórdia,
Museu do Exército e até a Torre Eiffel.

Como também a embaixada americana e áreas importantes para o transporte
na capital francesa como Porte de Clignancourt, no norte, e Porte
de Saint-Cloud, no sudoeste.

Fonte:http://bbc.in/1FXMxzg

Ganhadores do Oscar 2015

87th Annual Academy Awards - Press Room Com quatro estatuetas, inclusive melhor filme e melhor diretor, para o mexicano Alejandro González Iñárritu, “Birdman ou (A inesperada virtude da ignorância)” foi o grande vencedor do Oscar 2015.

Melhor filme: Birdman

Melhor diretor: Alejandro Gonzáles Iñárritu “Birdman”

Melhor ator: Eddie Redmayne “A teoria de tudo”

Melhor atriz: Julianne Moore “Para sempre Alice”

Melhor ator coadjuvante: J.K. Simmons “Whiplash”

Melhor atriz coadjuvante: Patricia Arquette “Boyhood”

Melhor roteiro original: Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr. e Armando Bo “Birdman”

Melhor roteiro adaptado: Graham Moore “O jogo da imitação”

Melhor filme em língua estrangeira: Ida (Polônia)

Melhor documentário: CitizenFour

Melhor animação: Operação Big Hero

Melhor fotografia: Emmanuel Lubezki “Birdman”

Melhor montagem: Tom Cross “Whiplash”

Melhor figurino: Milena Canonero “O grande hotel Budapeste”

Melhor maquiagem e cabelo: Frances Hannon e Mark Coulier “O grande hotel Budapeste”

Melhor design de produção: O grande hotel Budapeste

Melhores efeitos visuais: Paul Franklin, Andrew Lockley, Ian Hunter e Scott Fisher “Interestelar”

Melhor trilha sonora: Alexandre Desplat “O grande hotel Budapeste”

Melhor mixagem de som: Craig Mann, Ben Wilkins e Thomas Curley “Whiplash”

Melhor edição de som: Alan Robert Murray e Bub Asman “Sniper americano”

Melhor curta-metragem: The phone call

Melhor animação em curta-metragem: Feast

Melhor documentário em curta-metragem: Crisis Hotline: Veterans Press 1

Acontece hoje a cerimônia do Oscar 2015

oscar

 

 

 

 

 

 

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anuncia
na noite deste domingo dia 22 de fevereiro os vencedores do Oscar 2015.

Os favoritos desse ano são “Birdman – A Inesperada Virtude da Ignorância”
e “Boyhood – Da Infância à Juventude”.

Segue abaixo a lista completa das indicações desse ano:

Melhor filme:
Sniper americano
Birdman
Boyhood: Da infância à juventude
O grande hotel Budapeste
O jogo da imitação
Selma
A teoria de tudo
Whiplash

Melhor diretor:
Alejandro González Iñárritu (“Birdman”)
Richard Linklater (“Boyhood”)
Bennett Miller (“Foxcatcher: Uma história que chocou o mundo”)
Wes Anderson (“O grande hotel Budapeste”)
Morten Tyldum (“O jogo da imitação”)

Melhor ator:
Steve Carell (“Foxcatcher”)
Bradley Cooper (“Sniper americano”)
Benedict Cumberbatch (“O jogo da imitação”)
Michael Keaton (“Birdman”)
Eddie Redmayne (“A teoria de tudo”)
Melhor ator coadjuvante
Robert Duvall (“O juiz”)
Ethan Hawke (“Boyhood”)
Edward Norton (“Birdman”)
Mark Ruffalo (“Foxcatcher”)
JK Simons (“Whiplash”)

Melhor atriz:
Marion Cotillard (“Dois dias, uma noite”)
Felicity Jones (“A teoria de tudo”)
Julianne Moore (“Para sempre Alice”)
Rosamund Pike (“Garota exemplar”)
Reese Witherspoon (“Livre”)
Melhor atriz coadjuvante
Patricia Arquette (“Boyhood”)
Laura Dern (“Livre”)
Keira Knightley (“O jogo da imitação”)
Emma Stone (“Birdman”)
Meryl Streep (“Caminhos da floresta”)

Melhor filme em língua estrangeira:
Ida (Polônia)
Leviatã (Rússia)
Tangerines (Estônia)
Timbuktu (Mauritânia)
Relatos selvagens (Argentina)

Melhor documentário:
O sal da terra
CitizenFour
Finding Vivian Maier
Last days
Virunga

Melhor documentário em curta-metragem:
Crisis Hotline: Veterans Press 1
Joanna”
Our curse
The reaper (La Parka)
White earth

Melhor animação:
Operação Big Hero
Como treinar o seu dragão 2
Os Boxtrolls
Song of the sea
The Tale of the Princess Kaguya

Melhor animação em curta-metragem:
The bigger picture
The dam keeper
Feast
Me and my moulton
A single life

Melhor curta-metragem:
Aya
Boogaloo and Graham
Butter lamp (La lampe au beurre de Yak)
Parvaneh
The phone call

Melhor roteiro original:
Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr.
e Armando Bo (“Birdman”
Richard Linklater (“Boyhood”)
E. Max Frye e Dan Futterman (“Foxcatcher”)
Wes Anderson e Hugo Guinness (“O grande hotel Budapeste”)
Dan Gilroy (“O abutre”)

Melhor roteiro adaptado:
Jason Hall (“Sniper americano”)
Graham Moore (“O jogo da imitação”)
Paul Thomas Anderson (“Vício inerente”)
Anthony McCarten (“A teoria de tudo”)
Damien Chazelle (“Whiplash”)

Melhor fotografia:
Emmanuel Lubezki (“Birdman”)
Robert Yeoman (“O grande hotel Budapeste”)
Lukasz Zal e Ryszard Lenczewski (“Ida”)
Dick Pope (“Sr. Turner”)
Roger Deakins (“Invencível”)

Melhor montagem:
Joel Cox e Gary D. Roach (“Sniper americano”)
Sandra Adair (“Boyhood”)
Barney Pilling (“O grande hotel Budapeste”)
William Goldenberg (“O jogo da imitação”)
Tom Cross (“Whiplash”)

Melhor design de produção:
O grande hotel Budapeste
O jogo da imitação
Interestelar
Caminhos da floresta
Sr. Turner

Melhores efeitos visuais:
Dan DeLeeuw, Russell Earl, Bryan Grill e Dan Sudick
(“Capitão América 2: O soldado invernal”)
Joe Letteri, Dan Lemmon, Daniel Barrett e Erik Winquist
(“Planeta dos macacos: O confronto”)
Stephane Ceretti, Nicolas Aithadi, Jonathan Fawkner
e Paul Corbould (“Guardiões da Galáxia”)
Paul Franklin, Andrew Lockley, Ian Hunter
e Scott Fisher (“Interestelar”)
Richard Stammers, Lou Pecora, Tim Crosbie
e Cameron Waldbauer (“X-Men: Dias de um futuro esquecido”)

Melhor figurino:
Milena Canonero (“O grande hotel Budapeste”)
Mark Bridges (“Vício inerente”)
Colleen Atwood (“Caminhos da floresta”)
Anna B. Sheppard e Jane Clive (“Malévola”)
Jacqueline Durran (“Sr. Turner”)
Melhor maquiagem e cabelo
Bill Corso e Dennis Liddiard (“Foxcatcher”)
Frances Hannon e Mark Coulier (“O grande hotel Budapeste”)
Elizabeth Yianni-Georgiou e David White (“Guardiões da Galáxia”)

Melhor trilha sonora:
Alexandre Desplat (“O grande hotel Budapeste”)
Alexandre Desplat (“O jogo da imitação”)
Hans Zimmer (“Interestelar”)
Gary Yershon (“Sr. Turner”)
Jóhann Jóhannsson (“A teoria de tudo”)

Melhor canção:
“Everything is awesome”, de Shawn Patterson (“Uma aventura Lego”)
“Glory”, de John Stephens e Lonnie Lynn (“Selma”)
“Grateful”, de Diane Warren (“Além das luzes”)
“I’m not gonna miss you”, de Glen Campbell e Julian Raymond (“Glen Campbell…I’ll be me”)
“Lost Stars”, de Gregg Alexander e Danielle Brisebois (“Mesmo se nada der certo”)

Melhor edição de som:
Alan Robert Murray e Bub Asman (“Sniper americano”)
Martín Hernández e Aaron Glascock (“Birdman”)
Brent Burge e Jason Canovas (“O hobbit: A batalha dos cinco exércitos”)
Richard King (“Interestelar”)
Becky Sullivan e Andrew DeCristofaro (“Invencível”)

Melhor mixagem de som:
John Reitz, Gregg Rudloff e Walt Martin (“Sniper americano”)
Jon Taylor, Frank A. Montaño e Thomas Varga (“Birdman”)
Gary A. Rizzo, Gregg Landaker e Mark Weingarten (“Interestelar”)
Jon Taylor, Frank A. Montaño e David Lee (“Invencível”)
Craig Mann, Ben Wilkins e Thomas Curley (“Whiplash”)

A festa acontece no Dolby Theater, em Los Angeles, nos EUA.
A cerimônia será apresentada pelo ator Neil Patrick Harris,
com início às 22h30. O Oscar 2015 vai ser transmitido pela TV Globo,
depois do Big Brother Brasil.

Já ouviu falar em Goosebumps?

8576760231

Goosebumps foi uma série de livros terror infantojuvenis
escritos por R.L. Stine entre os anos de 1992 e 1997.

A série de livros se caracteriza como:
“Livros de terror que também são engraçados.”

Utilizam personagens diferentes em cada livro assim como
uma estrutura que variava de livro para livro, mas tinham um certo
“pé no freio” pelo fato do seu público ser mais jovem.

R. L. Stine explica que o sucesso de seus livros é por conta
da ausência de drogas, depravação e violência.
É um terror surreal, com os personagens enfrentando
o estranho e sobrenatural.

A série no Brasil veio pela Editora Abril e posteriormente
a Editora Fundamento.

Atualmente existem alguns Spin-off sendo lançados, mas nada que se compare
ao sucesso das originais lançadas na década de 90.

livros